Eu, como as atletas com quem trabalhei e trabalho sabemos que a única sorte (encontro entre oportunidade e competência) é aquela de se levantar todos os dias com a vontade, a ambição e a determinação de fazer simplesmente melhor do que o dia antes.

 

É um hábito comum no Coaching de alta performance planejar avaliações a cada 2/3 meses sobre o trabalho feito, medir os progressos para entender se estão alinhados com o programa, estão acima da média, ou (talvez acontece também isso) estão abaixo do esperado.

 

Na verdade, todos os profissionais, de qualquer área que tem a vontade e a determinação de alcançarem níveis de excelência costumam fazer um controle constante da própria evolução. 

Por experiência própria posso garantir que isto funciona porque, ao acabar cada processo de Coaching, faço uma avaliação pessoal analisando os resultados concretos alcançados pelo meus Coachees em termos de mudanças de comportamento, analisando minha performance com eles e pedindo que eles respondam algumas perguntas em relação a minha atuação como Coach.

 

Uma avaliação séria traz uma melhora constante e os resultados alcançados, até hoje, em 71% dos casos foram os esperados (apesar de eu ter algumas vezes a sensação que podia ser feito algo mais...), o 6% alcança resultados que considero insatisfatórios e os 22% ultrapassa minhas expectativas.

É claro que tenho a ambição de aumentar mais ainda esta última percentagem e você estará se perguntando (eu também me perguntei...) o que é que funciona tão bem e produz um resultado final excelente bem acima das previsões?

 

Todos os profissionais que acompanhei nestes anos, têm algumas caraterísticas em comum que quero expor aqui em quanto acredito que olhar para modelos de excelências pode se tornar muito inspirador.

O Campeão que alcança resultados excelentes acredita totalmente em suas possibilidades, principalmente porque conhece suas capacidades e tem a crença fortalecedora que, em qualquer momento, pode atingir ao próprio potencial para ultrapassar diariamente o próprio limite: isto traz como resultado uma melhoria continua das performances e grandes sucessos ao longo da carreira. 

Resumindo, o Campeão tem o prazer de se desafiar a cada treino para fazer uma performance melhor do que o dia anterior.

Os atletas que se limitam a utilizar as próprias capacidade para alcançar resultados esperados poucos ambiciosos, obtêm resultados normais e não possuem aquela força interior e a vontade de surpreender e se surpreender típica do Campeão.

 

O Campeão treina com foco, equilibrando energias físicas e mentais de forma constante.

Ele não produz o esforço máximo somente durante a competição, ao contrário, pretende dar o melhor de si todos os dias, em todos os treinamentos com dedicação e clareza de objetivos. Assim fazendo a excelência torna-se um hábito.

 

O Campeão aprende constantemente e sabe que a derrota é uma oportunidade, sabe que o resultado é uma simples consequência, sabe sempre quando ganha porque deu o melhor de si e quando perde simplesmente por ter feito só parcialmente aquilo que podia fazer. 

 

O Campeão quer entender o trabalho que está fazendo e irá fazer juntos ao próprio Coach. Quando estabelece o plano de ação confia totalmente nas dicas e executa com total compromisso pessoal e determinação todas as tarefas semanais propostas ao longo do processo de Coaching. 

No meu caso especifico, sei que o atleta é muito importante para criar uma parceria bem-sucedida.

Quando existe confiança total somem as palavras “se” e “mas” e isto facilita a criação daquela mágica que me leva a caminhar ao lado do atleta com a convicção total de irmos “buscar aquilo que nos pertence”.

Todas semanas o Campeão faz as tarefas propostas porque entende que existe uma grande diferença entre o conhecimento teórico e aquilo prático. 

Ele acredita com firmeza que repetindo constantemente movimentos, executando ações e criando pensamentos focados e poderosos o resultado final será uma consequência. 

Ele se torna um vencedor no esporte e na vida.

 

O Campeão conhece o valor do sucesso e paga o preço para permanecer sempre na “elite”. Um bom atleta poderá até ganhar uma competição, mas fundamentalmente viverá uma carreira “normal” com pouquíssimos altos e alguns baixos.

 

E você tem realmente vontade de se desafiar e ultrapassar seus limites, dias após dias, para realizar seus sonhos?

 

®© Diego Trambaioli

Foto: Google Search | Google Search 

 

P.S. Se achar que esta postagem possa ser útil para seus amigos, utilize os botões aqui em baixo para a compartilhar nas redes sociais. O apreciaria muito, obrigado.

Mental Coach de Alta Performance
Mental Coach de Alta Performance